Arquivos do Blog

Resenha Livro “Lembra de Mim?” – Sophie Kinsella

   Morreram de saudades de mim, eu sei bem. Com tanto trabalho para fazer essa semana, quase não tive tempo de postar aqui. Peço que me desculpem, e hoje trago-vos um livro que foi uma surpresa para mim…

lembrademim

  

   Título Original: Remember Me?

   Autor: Sophie Kinsella

   Editora: Record

   Gênero: Chick Lit, Romance

   Páginas: 400

   Ano: 2009

   Sinopse: Lexi Smart é uma garota em um relacionamento desastroso, dentuça, e mal sucedida na sua vida profissional. Mas tudo muda quando após um acidente ela acorda linda, maravilhosa, rica e casada…

   Não é o primeiro livro da Sophie que eu li. Comecei pela Série Becky Bloom. Lembra de Mim? foi adquirido por mim no Carnaval de 2012, depois da decepção da minha bolsa na universidade não ter sido concedida. Junto com ele comprei Casório?, esse sim meu livro favorito da escritora Marian Keyes. Ao iniciar a leitura, lendo a orelha do livro passo a pensar que tudo não poderia passar de um sonho. Apesar de eu gostar muito do gênero, ainda tinha um resquício de preconceito de que esse tipo de livro tem sempre um tema bobo. Mas não, não era sonho, não era devaneio. A Lexi era uma pobre coitada, com grandes amigas, claro. E pobre coitada. Numa droga de emprego, longe de ser bonita com o cabelo naquela cor estranha, aqueles dentes imensos… Eu imaginava ela como uma Hermione fora de Hogwarts. O namorado dela era um babaca, ela tinha perdido o pai… daí ela cai, acorda num hospital toda linda e maravilhosa, com um cara rico e bonitão de marido. Se passaram quatro anos. Se tu não pensaste que era um sonho eu vou estranhar… Depois que ela acorda descobre que foi num acidente de carro que foi parar no hospital, e não do tombo daquela noite chuvosa. Eu particularmente vivi tudo com ela. Praticamente tudo, à exceção do namorado. O meu é há quatro anos maravilhoso, uma sorte tão grande que todo o resto parece apenas um detalhe superficial. Tenho consciência de que  não sou modelo de beleza também, sou bem comum. Lexi e eu somos parecidas nisso. Eu vivi a confusão dela nessa nova vida, nova época. E falo mais do emocional: é bem estranho acordar sem nenhuma das melhores amigas e casada com alguém que sequer sabe o nome. Fiquei encucada, quis investigar para entender como isso aconteceu. Descubro aos poucos que essa vida está longe de ser perfeita, porque eu perdi minha essência. Nesse meio tempo tem um cara me assediando, procurando saber se eu realmente não lembro dele. Ele me intriga… mas torna-se meu amigo e me ajuda na busca pelo entendimento. E quando finalmente descubro, cai a ficha de que na verdade eu recebi uma segunda chance da minha vida. As coisas não estavam boas e eu tive a oportunidade de recomeçar. Achei tão legal o fato de tudo ser realmente verdade e o jeito como ela encara as coisas. Foi bem realista, diferente de muitas das obras desse gênero que eu já li.

   Quem dera todos pudéssemos recomeçar em grande estilo… isso é o que pensamos antes de compreender que a Lexi viu o quanto a vida dela estava ruim e batalhou para mudar esse quadro. Foi uma grande conquista. E é essa a mensagem que a obra me passou. Recomendo a todos que querem começar a ler Sophie Kinsella!

Spoiler: Quem é Que Gosta?

E por mais que eu deteste, às vezes deixo escapar uns sem querer… 😡

 

hahaha

Resenha Livro “O Céu Vai Ter Que Esperar!” – Cally Taylor

ocvte

   Título Original: Heaven Can Wait

   Autor: Cally Taylor

   Editora: Bertrand Brasil

   Gênero: Chick Lit

   Páginas: 364

   Ano: 2011

  Sinopse: Lucy Brown está prestes a se casar com o homem dos seus sonhos. Contudo, na véspera da cerimônia, ela sofre um acidente fatal. Agora ela terá que escolher: aceitar uma vida inteira longe de sua alma gêmea e ir para o céu, ou ficar com seu amor, sob a forma de fantasma. Vencedora de diversos prêmios, esse é o romance de estreia de Cally Taylor.

   Ai, meu Deus! Como torci para que tudo não passasse de uma droga de sonho mau! Engraçado isso, por mais que eu deteste casais sendo separados pela morte, os romances que têm esse tema central me atraem direto. Com esse livro não foi diferente, embora a capa tenha contribuído em 200%, lógico! Ela é tão linda e simboliza super bem a história da nossa amiga Lucy. A resenha de hoje é sobre um livro que li muito rápido, e… alugado! Sim, não é novidade que muitas e muitas vezes preferi alugar obras antes de saber se vale a pena comprá-las. Tanto é que as poucas obras compradas inéditas foram da Sophie Kinsella, Marian Keyes, Stephen King… Todas as outras comprei por ter adorado a leitura, e quis colocar na minha estante. Nessa resenha vou tentar fazê-la o máximo possível sem spoilers.

   A Lucy tinha uma vida perfeita, um noivo perfeito, adoráveis amigas. Mas o Manda Chuva quis que ela subisse no telhado bem na véspera do seu casamento. Nossa heroína acorda desorientada depois do acidente em um lugar chamado Limbo. E escolhe cumprir uma missão para se tornar o fantasma do seu noivo, Dan. Daí por diante é só trapalhada, muita comédia, mas também bastante romance e partes bem tristes. A manteiga aqui chorou como se não houvesse amanhã nas partes em que o Dan está sofrendo, nos primeiros dias após o acidente que levou sua amada. Como disse, casais separados pela amiga de capuz me deixam muito mal, mesmo! Fiquei impressionada com a determinação dela em permanecer ao lado do noivo mesmo depois de morta. A gente imagina que a pessoa, ao descobrir que morreu, queira seguir seu caminho, para onde quer que este leve. Mas a Lucy não, nem pensar! Ainda mais quando descobre que sua amiga do peito, Anna, sem nem chorar por sua morte, já tá querendo fisgar o seu Dan. Eu ia falar uma expressão de baixíssimo calão agora, mas vou manter a classe! Nossa, amiga verdadeira essa, né? Eu iria querer voltar só para acertar as contas com ela, e sério… não gostaria de ser ela nesse momento.

   Quem lê a sinopse do livro, extremamente curta, certamente imagina que a história seja mega triste, talvez até desista. No entanto, essa foi uma das minhas melhores e maiores experiências dentro do gênero. Eu me vejo como a Lucy, sofro com ela, sofro demais mesmo. Mas rio demais também, não tem como não rir, gentem! E cada parte engraçada do livro é como um bálsamo para a tristeza, a gente começa a se conformar com a situação dela, torcer para que ela cumpra a missão e vire o fantasma do Dan. E a missão não é fácil, o tempo é curto para cumpri-la também… E o final? Que final foi esse? Meus butiás caíram aos montes dos meus bolsos com esse desfecho! Foi demais da conta, no bom sentido. Como emocionei-me, derreti-me com as lembranças dos momentos entre Lucy e Dan. Esta é uma obra que toca fundo no coração da gente.

   Resolvi fazer a resenha do livro exatamente por estar à procura dele para pôr na minha estante. Na verdade, tenho uma listinha aqui que vou te contar… Mas isso é assunto para outros posts, outras resenhas. Por ora, o que tenho a dizer é que Cally Taylor, para um romance de estréia, acertou em cheio.

Resenha “Sushi” – Marian Keyes

   Vai dizer, não tem nada mais legal do que falar sobre o que nos marca de bom, nossas boas experiências. Quando comecei a ler Marian Keyes, minha vida entrou numa sucessão de boas experiências. Por quê? Bem, cada obra dela lida por mim fez um bem imenso, e Sushi não poderia se encaixar melhor nessa afirmação.

sushi

   Título Original: Sushi For Beginners

   Autor: Marian Keyes

   Gênero: Chick Lit, Romance

   Páginas: 574

   Editora: Bertrand Brasil

   Ano: 2004

   Sinopse:

   “Sushi” é um livro sobre a busca da felicidade. E ensina que, quando você deixa as coisas ferverem sob a superfície por tempo demais, cedo ou tarde elas acabam transbordando. Perspicaz, engraçado e humano, este romance de Marian Keyes consolida sua posição como a mais popular jovem autora da Grã- Bretanha. Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego “fabuloso” não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado – mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como “Princesa”, a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria (e por que haveria de ser diferente, quando se é a garota mais bonita da turma?). Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade – e não pela primeira vez – de beijar um sapo? (Abrindo o jogo: de dormir com um sapo). Mais um sucesso de Marian Keyes, que vem divertindo milhares de leitores no mundo todo.

   Quem acompanha o blog já deve ter notado que eu não sigo a ordem cronológica dos livros, até porque nem mesmo comecei pelo primeiro, Melancia. A ordem aqui era pra ser a de leitura, mas vou postando o que mais vai mexendo comigo. Sushi, como a própria sinopse poderia dizer e diz acertadamente, é um livro em busca da felicidade. Usa como exemplo dessa busca três garotas, Ashling, Clodagh e Lisa. Diferentemente dos livros das irmãs Walsh, não é escrito em primeira pessoa.

   Ashling faz o tipo bem comunzinho, não é exuberantemente linda, nem é fabulosa em nada. Às vezes consegue ser meio mocoronga, ou seja, me identifiquei bastante com ela. Gosto do jeito bondoso dela, tenta ser sempre a melhor possível, querendo ajudar os outros. Mexe muito comigo ver o quanto ela passa a se importar e ajudar o mendigo Boo. Além de tentar ajudar o chefe, “Jack Divino” com sua namorada, a dançarina exótica e misteriosa. Ela tenta ajudar até mesmo a sua nova chefe, Lisa. Essa, por sua vez, é totalmente o oposto da Ashling: linda em todos os aspectos, bem sucedida em sua carreira… mas acaba de ser mandada para a Irlanda, onde chefiará uma nova revista, Garota. No começo da leitura eu me pego achando a Lisa uma completa vaca, esnobe, nojenta. É com satisfação que vejo o quanto ela está sofrendo. A mulher é venenosa, passa por cima de quem for, muito ambiciosa, humilha, acaba com as pessoas. E quando ela pensa que tá interessada no Jack, fico com mais raiva dela ainda! Sei lá, não acho que ela fosse merecedora do cara, já tinha tudo e de mais a mais… eles nem combinavam. Clodagh, a meu ver, é uma chata egoísta, que só sabe fazer drama. Tem tudo que uma mulher sonha ter, mas acha que a vida dela é uma merda. A mulher não tem que trabalhar, tem um marido maravilhoso, grana, uma baita casa, dois filhos (bom, nem tudo é perfeito)… mas ahhhh, a vida dela é muito difícil! Nossa, de longe ela foi a personagem mais chata que eu já conheci. Até porque, era melhor amiga da Ashling e rouba o namorado dela, com quem acaba casando… não sei vocês, leitoras e leitores, mas eu tenho uma opinião nada agradável a respeito de amigas “fura-olho”…

   Engraçado que desde o princípio, minha favorita era a Ashling, detestava a Lisa e a Clodagh era só uma chatinha que não fedia nem cheirava. De repente… reviravolta! Começo a gostar da Lisa e a Clodagh vira uma filha-da-mãe completa. E isso que eu nem tinha chegado na parte em que ela vira uma grandessíssema amiga-da-onça versão MASTER. Foi bom ver o quanto a Lisa cresceu emocionalmente, amadureceu. Ela era muito obcecada com o trabalho, em vencer na vida. Na verdade foi isso que me fez gostar tanto dela. Uma mulher que não precisou de um canudo para subir na vida, e usou seu talento para isso, que não envolveu se enfiar na cama de todo e qualquer sujeito que tivesse alguma posição de destaque na sociedade. Lisa é uma batalhadora, vencedora. Mas infelizmente não conseguiu enxergar que seu sucesso já era suficiente, a típica gana sem limites. E quando ela caiu, a queda foi feia. Mas ela aprendeu com isso, aprendeu muito. Precisou voltar à sua origem simples, de moradora de subúrbio inglês, e conseguiu ver muitas coisas boas que ela havia deixado para trás… e sim, isso envolve comer batatas!

   As três, à sua maneira, partem numa busca inconsciente pela felicidade, nesse caminho Ashling, Clodagh e Lisa aprendem, caem, se divertem (Clodagh até demais, aquela vaca!), choram. Lisa se apóia no trabalho, Ashling nos amigos, Ted e Joy – eles são hilários, Joy principalmente! -. Clodagh passa a história inteira sofrendo e achando que tudo na vida dela é uma droga.  Você provavelmente vai se irritar com ela do princípio ao fim do livro também, mas de longe esse foi um dos livros que mais me marcaram na vida. É fantástico, incrível, e até o final você estará gamadinha pelo Jack, porque como Joy diz sabiamente, ele é Divino! Vale muito a pena a leitura, então não perca tempo!

Todos Lemos Aquilo Que Nos Interessar Mais

Correto, Snoopy? =)

 

peanuts_tirinha

Marian Keyes Soltando a Voz!

   Estava à cata de entrevistas com a nossa autora mais querida aqui do Na Minha Estante quando dou de cara com esse lindo vídeo da Marian falando sobre sua playlist favorita. Qual não é minha surpresa ao ver ela cantar! Haha, assistam e vejam vocês mesmos!

Lançamentos da Marian Keyes Ansiosamente Esperados no Brasil!

   Gente, estou sofrendo de um mal terrível. Não, não foi por aquele sapato lindérrimo que eu vi na loja da esquina outro dia e não pude comprar por só ter sobrado o mostruário e ele estar melecado e manchado de mãos. Nem por aquela blusinha de angorá que vi na vitrine semana passada e não deu para comprar porque o único número que sobrou era mil vezes maior que o meu e eu pareceria uma mendiga horrorosa usando uma roupa muitas vezes maior que o meu corpo. Tampouco por a minha irmã ter comido todo o Häagen-Dazs de Vanilla Caramel Brownie que eu tinha comprado por estar de TPM e muito deprimida. Aliás, a dita-cuja também não é a responsável, embora ela intensifique todas as negatividades na vida de uma mulher. E na de um homem também, se este estiver em um relacionamento sério com alguém do sexo oposto. Meu mal é causado por já NÃO AGUENTAR MAIS ESPERAR POR NOVOS LIVROS DA MARIAN! Desde setembro do ano passado que aguardo chegar aqui The Mistery Of Mercy Close! Minha Walsh favorita, Helen, conseguiu deixar mais saudade do que qualquer outra das quatro juntas, embora Anna seja uma forte candidata. Pronto, desabafei. Hoje procurando pistas de quando sairia o tão aguardado mundo de Helen, trago para vocês não um pouco da obra propriamente dita como também um e-book que fiquei morrendo de vontade de comprar, mas que ainda não foi lançado no Brasil também, o Mammy Walsh’s A-Z of the Walsh Family. Vejamos um bocadinho sobre ele, retirado lá do site da nossa amada e venerada Marian:

mammy_book_thumb_3D

   “Há uma mulher que eu conheço da ponte, Mona Hopkins, uma mulher adorável que ela é, mesmo que eu deva admitir que eu não sou tão interessada nela, e ela disse uma grande coisa no outro dia. Eu estava esperando que ela dissesse “Dois não triunfam”, mas em vez disso ela me sai falando sobre seus filhos. Ela diz: “Os meninos vão destruir sua casa e as meninas destruirão sua cabeça.” Isso não é muito sábio- “Meninos destruirão sua casa e as meninas naufragarão sua cabeça!” E Deus sabe que é a coisa mais verdadeira que eu já ouvi em um longo período de tempo. Eu deveria saber. Eu tenho cinco meninas. Cinco filhas. E deixe-me dizer-lhe, minha cabeça é naufragada por elas

   Embora, agora que penso nisso, assim é minha casa. . . “

   O e-book se encontra em sites como o Amazon.com desde agosto do ano passado, mas não há tradução para o português ainda.

   Além do maravilhoso The Mistery Of Mercy Close:

mystery_book_thumb_3D

“Helen está tendo problemas com seu trabalho como detetive particular e ainda recebe a visita do ex-namorado, Jay Parker, que aparece lhe propondo que encontre uma pessoa desaparecida. Essa pessoa é o músico Wayne Diffney, que desapareceu de sua casa em Mercy Close. Ele precisa ser encontrado logo, porque sua banda, a Laddz, tem apresentações agendadas em menos de uma semana.
Além de se preocupar com a investigação, Helen ainda enfrenta a falta de dinheiro, que faz com que precise voltar para a casa dos pais, e tem de lidar com Jay e com seu atual namorado, o sexy detetive Artie Devlin — sem falar na ex-mulher dele e nos seus filhos adolescentes, que a odeiam.
 Jogando com suas próprias regras, Helen é arrastada para um mundo sombrio e fascinante, onde o seu pior inimigo é sua própria cabeça e onde cada vez mais a única pessoa que se sente ligada é a Wayne, um homem que ela nunca sequer conheceu.
Totalmente irresistível, comovente e muito, muito engraçado, o romance é diferente de qualquer livro que você já leu, e Helen Walsh – corajosa e vulnerável – é a heroína perfeita para os nossos tempos.”
   De acordo com o que eu li sobre o livro, Marian o escreveu em meio a uma séria cirse de depressão, e passou sua situação emocional para a Helen. Dizem que não é o melhor livro dela, nem o mais genial, mas que este foi feito para quem ama a Marian e sua escrita. Teremos que esperar para ver ele no Brasil, a previsão é de que só saia no ano que vem, infelizmente. Enquanto aguardamos, um pequeno trecho:
   “I employ this thing I called The Shovel List.”
   “A shovel..?”
   “No, a shovel list. It’s more of a conceptual thing. It’s a list of all the people and things I hate so much I want to hit them in the face with a shovel.”

Próximos Lançamentos Nas Telonas – Fevereiro

  Fogo Contra Fogo

273473

   Sinopse

   Depois de um exaustivo dia de trabalho, o jovem bombeiro Jeremy Coleman (Josh Duhamel) sai para beber com os amigos, mas acaba presenciando um crime brutal. Ao auxiliar o detetive Mike Cella (Bruce Willis), ele concorda em identificar o agressor. Mas o assassino comprova que sabe quem ele é e o ameaça. Forçado a abandonar sua carreira e integrar o programa de proteção às testemunhas, Jeremy tenta reconstruir sua vida. Porém, uma inesperada virada judicial coloca o criminoso de volta nas ruas. O ex-bombeiro, então, une-se a uma gangue rival para proteger a si mesmo e às pessoas que ama, combatendo fogo com fogo.

   Ficha técnica

   Gênero: Ação

   Diretor: David Barrett

   Elenco: Josh Duhamel, Rosario Dawson, Bruce Willis, Vincent D’Onofrio, 50 Cent, Richard Schiff, Vinnie Jones, James Lesure, Quinton “Rampage” Jackson, Arie Verveen, Bonnie Somerville, Nnamdi Asomugha, Kevin Dunn, Danny Epper, Julia Adams, Andre Allemand, John L. Armijo, Kristen Beevers, Christopher Berry, Chip Carriere, Edward J. Clare, Donna Duplantier, Anthony Michael Frederick, Emily D. Haley, Lydia Hull, John C. Klein, Robert Larriviere, Cynthia LeBlanc, Elton LeBlanc, Scott A. Martin, Julian McMahon, Yohance Myles, Austin Naulty, Brian Oerly, Michael Patrick Rogers, Han Soto, Jordan Sudduth, Eric Winter, Tristan Zombi, Richard Brown, Julie Ann Doan, Cy Fahrenholtz, Ray Gaspard, Joe LeCoq, Terry Lee Smith, Michael Wozniak

   Produção: 50 Cent, Andrew Deane, Randall Emmett, George Furla, Richard Jackson, Matthew Rhodes

   Roteiro: Tom O’Connor

   Fotografia: Christopher Probst

   Trilha Sonora: Trevor Morris

   Duração: 97 min.

   Ano: 2012

   País: EUA

   Cor: Colorido

   Distribuidora: PlayArte

   Estúdio: Cheetah Vision / Emmett/ Furla Films / Envision Entertainment Corporation

   Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

Deixe A Luz Acesa

275048

   Sinopse

   A trajetória emocional e sexual percorrida por dois homens que vivem experiências de amor, dependência e amizade. O documentarista Erik (Thure Lindhardt) e o enrustido advogado Paul (Zachary Booth) se conhecem casualmente em Nova York. O que a princípio poderia ser apenas um encontro sexual fortuito, torna-se um relacionamento sério. Quer individualmente, quer como casal, Erik e Paul vivem intensamente todo tipo de riscos, compulsivamente e incitados pelas drogas e pelo sexo. Numa relação de quase uma década, marcada por altos e baixos e por padrões disfuncionais, Erik procura negociar os seus limites, enquanto busca a sua verdade.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Ira Sachs

   Elenco: Thure Lindhardt, Zachary Booth, Julianne Nicholson, Paprika Steen, Souleymane Sy Savane, Marilyn Neimark, Sebastian La Cause, Sarah Hess, Roberta Kirshbaum, Jamie Petrone, Maria Dizzia, Stella Schnabel, Jodie Markell, Justin Reinsilber, James Bidgood, John Michael Cox Jr., Henry Arango, Agosto Machado, Ed Vassallo, Miguel del Toro, Calder Kusmierski Singer, Shane Stackpole, Christopher Lenk, David Anzuelo, Virginia Bryan, Aylam Orian, Todd Verow

   Produção: Marie Therese Guirgis, Lucas Joaquin, Ira Sachs

Roteiro: Ira Sachs, Mauricio Zacharias

Fotografia: Thimios Bakatakis

Trilha Sonora: Arthur Russell

Duração: 101 min.

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Zeta Filmes

Estúdio: Parts and Labor / Alarum Pictures / Tiny Dancer Films

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

Monstros, S.A. 3D

265783

   Sinopse

    Em Monstrópolis, uma próspera cidade-empresa habitada por monstros de todos os tipos e tamanhos, o adorável Sulley (John Goodman) e seu desastrado melhor amigo Mike Wazowski (Billy Crystal) formam a melhor equipe de sustos da Monstros S. A., a maior fábrica de processamento de gritos. A principal fonte de energia no mundo dos monstros são os gritos de crianças humanas – e a Monstros S. A.conta com uma equipe de elite responsável por conseguir estes preciosos recursos naturais. Consideradas tóxicas pelos monstros, as crianças são proibidas de entrar em Monstrópolis. Porém, quando uma garotinha chamada Bu (Mary Gibbs) segue Sulley sem querer até o mundo dele, acaba arriscando a carreira do monstro e transforma a vida dele em uma grande confusão. Os amigos Mike e Sulley tentam de tudo para reparar o erro e levar Bu de volta para casa. Mas, quando os três encontram uma série de inesperadas complicações, eles acabam se envolvendo em uma trama que os coloca frente a mistérios que nunca tinham imaginado.

   Ficha técnica

Gênero: Animação

Diretor: Peter Docter, David Silverman

Produção: Darla Anderson

Roteiro: Andrew Stanton

Trilha Sonora: Randy Newman

Duração: 92 min.

 Ano: 2001

País: EUA

 Cor: Colorido

Distribuidora: Disney

Estúdio: Pixar Animation Studios / Walt Disney Pictures

Classificação: Livre

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

As Aventuras de Tadeo

271013

   Sinopse

   O pedreiro Tadeo sempre quis se tornar um famoso arqueólogo e aventureiro. No entanto, passa seus dias sonhando entre guindastes e cimento da obra onde trabalha. A oportunidade de realizar seus sonhos surge quando seu amigo, um arqueólogo de renome, recebe uma tabuleta de pedra misteriosa, a chave que leva à cidade perdida de Paititi e seu lendário tesouro. No momento da viagem, o famoso arqueólogo sofre um acidente e quem o substitui na expedição é Tadeo. Ao chegar no Peru, ele descobre que Oddyseus, uma grande corporação especializada em encontrar tesouros, também está atrás da cidade perdida de Paititi e disposta a fazer qualquer coisa para encontrá-la.

   Ficha técnica

Gênero: Animação

Diretor: Enrique Gato

   Elenco: Meritxell Ané, Óscar Barberán, Carles Canut, Fiona Glascott, Adam James, Michelle Jenner, Miguel Ángel Jenner, Enriqueta Linares, Mac Macdonald, Bruce Mackinnon, Lewis Macleod, Marta Martorell, José Mota, Pep Anton Muñoz, Luis Posada, Liza Ross, Jordi Royo, Kerry Shale

   Produção: Ghislain Barrois, Jordi Gasull, Ana Jardón Ruiz, Álvaro Augustín, Nicolas Matji, Ezequiel Nieto, Edmon Roch, César Vargas

Roteiro: Verónica Fernández, Jordi Gasull, Neil Landau, Ignacio del Moral

Trilha Sonora: Zacarías M. de la Riva

Duração: 90 min.

Ano: 2012

País: Espanha

 Cor: Colorido

Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

Estúdio: Ikiru Films / Telecinco Cinema / El Toro Pictures / Telefónica Producciones / Lightbox Entertainment

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

A Luz do Tom

274222

   Sinopse

   Tom Jobim tem a vida narrada pelas vozes femininas, as favoritas do compositor. O filme completa o retrato do maestro, com depoimentos inéditos, intercalados com as músicas, de três mulheres importantes na vida de Tom Jobim: a irmã Helena Jobim e duas mulheres com quem foi casado, Tereza Hermanny e Ana Lontra Jobim. A partir da memória delas, o filme constrói um outro Antonio Carlos Jobim, tendo como ponto de partida o livro de memórias Um Homem Iluminado, da irmã do maestro.

   Ficha técnica

Gênero: Documentário

Diretor: Nelson Pereira dos Santos

 Elenco: Helena Jobim, Thereza Hermanny, Ana Lontra Jobim

 Produção: César Cavalcanti

Roteiro: Miúcha Buarque de Holanda, Nelson Pereira dos Santos

Fotografia: Maritza Caneca

Trilha Sonora: Paulo Jobim

Duração: 84 min.

Ano: 2012

País: Brasil

Cor: Colorido

Distribuidora: RioFilme/ Bretz

Estúdio: Regina Filmes

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

Meu Namorado É Um Zumbi

273619

   Sinopse

   Em um mundo pós-apocalíptico, o zumbi R. (Nicholas Hoult) faz amizade com a humana Julie (Teresa Palmer), a namorada de uma de suas vítimas. O envolvimento dos dois acaba despertando uma reação em cadeia que o transformará, assim como outros mortos-vivos, perseguidos pelo general Grigio (John Malkovich).

   Ficha técnica

 Gênero: Drama

Diretor: Jonathan Levine

   Elenco: Dave Franco, Teresa Palmer, Nicholas Hoult, John Malkovich, Analeigh Tipton, Rob Corddry, Cory Hardrict, Rochelle Okoye, Patrick Sabongui, Keeva Lynk, Ruth Chiang, Justin Bradley, Diana Laura, Ayisha Issa, Arthur Holden, Dawn Ford, Tod Fennell, Marcello Bezina, Daniel DiVenere, Geneviève Joly-Provost, Claudia Tiseo, Mizinga Mwinga, Jan Pivon, Qamar Abbas, Felix Bergeron, Christine Rodriguez, Eric Daniel, Elodie-Lorie Jean, Abdul Ayoola, Anne-Sophie Bozon, Irma Evangelista, Jennifer Herrera, Vincent Leclerc, Sylvia Stewart

   Produção: David Hoberman, Todd Lieberman, Bruna Papandrea

Roteiro: Jonathan Levine

Fotografia: Javier Aguirresarobe

Ano: 2013

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Paris Filmes

Estúdio: Mandeville Films / Summit Entertainment

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

O Voo

274076

   Sinopse

   Whip Whitaker (Denzel Washington) é um experiente piloto de avião, que por milagre aterrissa sua aeronave depois de uma catástrofe em pleno ar, salvando quase todos os passageiros a bordo. Depois do acidente, Whip é considerado um herói, porém, na medida em que mais fatos se tornam conhecidos, mais perguntas do que respostas surgem sobre quem ou o quê realmente estava errado e o que, na verdade, aconteceu naquele avião.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Robert Zemeckis

   Elenco: Denzel Washington, James Badge Dale, Don Cheadle, John Goodman, Kelly Reilly, Bruce Greenwood, Melissa Leo, Nadine Velazquez, Tamara Tunie, Garcelle Beauvais, Rhoda Griffis, Brian Geraghty, Adam Tomei, Michael Beasley, Kwesi Boakye, Bethany Anne Lind, Justin Martin, Adam C. Edwards, Steve Coulter, Ric Reitz, Philip Pavel, Tommy Kane, Boni Yanagisawa, Jackson Walker, Brian F. Durkin, Candace Blanchard, E.Roger Mitchell, Cabrenna H.Burks, Jason Benjamin, Tammy Luthi Retzlaff, Tara Jones, Miles Mussenden, L. Stephanie Ray, Carter Cabassa, Holly Firfer, Kevin Michael Murphy, Joel Rogers, Sharon Blackwood, John Crow, Thomas Elliott, J. T. Seidler, Harley Shellhammer, Dane Davenport, Gregory Marshall Smith, Ted Huckabee, Charlie E. Schmidt, Curtis Gammage, Anthony B. Harris, Todd Maynor, Al G. Sillah, Marie Keefe, Keith Ratchek, Tony D. Sims, Jennifer Olympia Bentley, Miller Carbon, Charles Casey, Jill Jane Clements, Alonzo Cook, Bradford Haynes, Zack Kibria, Camille Murray, Timothy Scott, Tony D. Sims, Jermaine Thomas

   Produção: Laurie MacDonald, Walter F. Parkes, Jack Rapke, Steve Starkey, Robert Zemeckis

Roteiro: John Gatins

Fotografia: Don Burgess

Trilha Sonora: Alan Silvestri

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

Estúdio: Paramount Pictures / Parkes/MacDonald Productions

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

Para Maiores

271841

   Sinopse

Comédia entrelaçada por curtas diferentes.

   Ficha técnica

Gênero: Comédia

   Diretor: Elizabeth Banks, Steven Brill, Steve Carr, Rusty Cundieff, James Duff, Griffin Dunne, Peter Farrelly, Patrik Forsberg, James Gunn, Bob Odenkirk, Brett Ratner, Jonathan van Tulleken

   Elenco: Kate Winslet, Naomi Watts, Elizabeth Banks, Emma Stone, Gerard Butler, Chloë Grace Moretz, Hugh Jackman, Anna Faris, Kristen Bell, Halle Berry, Richard Gere, Josh Duhamel, Christophre Mintz-Plasse, Chris Pratt, Patrick Warburton, Leslie Bibb, Uma Thurman, Bobby Cannavale, Justin Long, Jason Sudeikis, Kate Bosworth, Seann William Scott, Liev Schreiber, Jack McBrayer, Kieran Culkin, Terrence Howard, Johnny Knoxville, Tony Shalhoub, Jimmy Bennett, Stephen Merchant, Matt Walsh, Aasif Mandvi, Jeremy Allen White, Martin Klebba, Emily Alyn Lind, Beth Littleford, Sayed Badreya, Christopher Kirby, Julie Ann Emery, John Hodgman, Nate Hartley, Mark L. Young, Brian Flaccus, Julie Claire, Ricki Noel Lander, Aaron Jennings, Liz Carey, Jay Ellis, Victor Pagan, Bronwyn Cornelius, Alex Cranmer, Evan Dumouchel, Rocky Russo, Devin Eash, Darby Lynn Totten, Davi Shane, Caryl West, Hash Patel, Benny Harris, Vincent Ortega, George Paez, Michael Marrio, Kurt Leitner, Christina Linhardt, Greg Oliver Bodine, Maria Arcé, Paloma Felisberto, Jasper Grey, Eddie Napolillo, Nicole Joy Tan, Justin Wheelon

   Produção: Peter Farrelly, Ryan Kavanaugh, John Penotti, Charles B. Wessler

Roteiro: Steve Baker, Will Carlough, Patrik Forsberg, Matt Portenoy, Greg Pritikin, Jeremy Sosenko, Rocky Russo, Elizabeth Wright Shapiro

Fotografia: Frank G. DeMarco, Steve Gainer, William Rexer, Tim Suhrstedt

Trilha Sonora: William Goodrum

Ano: 2013

 País: EUA

 Cor: Colorido

Distribuidora: Imagem Filmes

Estúdio: Relativity Media / GreeneStreet Films / Wessler Entertainment / Witness Protection Films / Virgin Produced

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

O Amante da Rainha

273021

   Sinopse

   A jovem rainha da Dinamarca, Carolina Matilde (Alicia Vikander), casada com o rei insano Cristiano VII (Mikkel Boe Følsgaard), apaixona-se secretamente pelo médico da realeza Struensee (Mads Mikkelsen). Juntos, eles iniciam uma revolução capaz de transformar uma nação para sempre.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Nicolaj Arcel

   Elenco: Alicia Vikander, Mads Mikkelsen, Mikkel Boe Følsgaard, David Dencik, Trine Dyrholm, Thomas W. Gabrielsson, Cyron Melville, Bent Mejding, Harriet Walter, Laura Bro, Søren Malling, Jakob Ulrik Lohmann, Søren Spanning, Frederik Christian Johansen, John Martinus, Rosalinde Mynster, Nikol Kouklová, Egob Nielsen, Michaela Horká, Alzbeta Jenická, Anna Stiborová, WilliamJøhnk Nielsen, Julia Wentzel Olsen, Frank Rubæk, Klaus Tange, Karin Rørbeck, Zinnini Elkington, Kenneth M. Christensen, Erika Guntherová, Mads Hjulmand

   Produção: Meta Louise Foldager, Sisse Graum Jørgensen, Louise Vesth

 Roteiro: Nikolaj Arcel, Rasmus Heisterberg

Fotografia: Rasmus Videbæk

Trilha Sonora: Cyrille Aufort, Gabriel Yared

Duração: 137 min.

Ano: 2012

País: Dinamarca, Suécia, República Tcheca

Cor: Colorido

Distribuidora: Europa Filmes, Mares Filmes

Estúdio: Zentropa Entertainments / Trollhättan Film AB / Film i Väst / Sveriges Television (SVT) / DR TV / Sirena Film

Previsão de Estréia: 08/Fev/2013

 

As Sessões

262102

   Sinopse

   A história de Mark O’Brien (John Hawkes), um homem que viveu a maior parte de sua vida em um pulmão de ferro e está determinado – aos 38 anos – a perder sua virgindade. Com a ajuda de seu terapeuta e a orientação de seu padre Brendan (William H. Macy), ele se propõe a tornar seu sonho uma realidade.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Ben Lewin

   Elenco: John Hawkes, Helen Hunt, William H. Macy, Moon Bloodgood, Annika Marks, W. Earl Brown, Blake Lindsley, Adam Arkin, Ming Lo, Jennifer Kumiyama, Robin Weigert, Jarrod Bailey, Rusty Schwimmer, James Martinez, Tobias Forrest, J. Teddy Garces, B. J. Clinkscales, Jason Jack Edwards, Rhea Perlman, Daniel Quinn, Jonathan Hanrahan, Gina-Raye Carter, Amanda Jane Fleming, Stephane Nicoli

   Produção: Judi Levine, Ben Lewin, Stephen Nemeth

Roteiro: Ben Lewin

Fotografia: Geoffrey Simpson

Trilha Sonora: Marco Beltrami

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Fox Film

Estúdio: Rhino Films / Such Much Films

Previsão de Estréia: 15/Fev/2013

 

A Hora Mais Escura

271803

   Sinopse

Filme sobre a caça e execução do terrorista saudita Osama Bin Laden (Ricky Sekhon) por soldados americanos no Paquistão, em maio de 2011.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Kathryn Bigelow

   Elenco: Ricky Sekhon, Jessica Chastain, Joel Edgerton, Scott Adkins, Mark Strong, Jennifer Ehle, Chris Pratt, Taylor Kinney, Kyle Chandler, Édgar Ramírez, Harold Perrineau, Frank Grillo, Mark Duplass, Stephen Dillane, Jason Clarke, Lee Asquith-Coe, Fredric Lehne, Fares Fares, Callan Mulvey, Daniel Lapaine, Jessica Collins, Shabana Azmi, Mike Colter, Josh Kelly, Nash Edgerton, Jeremy Strong, Ben Lambert, Greg Bennett, Julian Lewis Jones, Martin Delaney, Akin Gazi, Nathan Nolan, John Schwab, Christian Contreras, Henry Garrett, Alexander Karim, Sean Mahon, David Menkin, Jeff Mash, Parker Sawyers, Ricky Sekhon, Phil Somerville, Wahab Sheikh, Alex Corbet Burcher, Yoav Levi, Nick Donald, Derek Siow, Jo Hart

   Produção: Kathryn Bigelow, Mark Boal, Megan Ellison

Roteiro: Mark Boal

Fotografia: Greig Fraser

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Imagem Filmes

Estúdio: Annapurna Pictures

Previsão de Estréia: 15/Fev/2013

 

De Coração Aberto

274228

   Sinopse

Mila (Juliette Binoche) e Javier (Édgar Ramírez) são dois cirurgiões cardiovasculares, casados há dez anos. Suas duas paixões são o amor que eles sentem um pelo outro e pela profissão. Com a gravidez inesperada de Mila, a relação perde o equilíbrio.

   Ficha técnica

 Gênero: Drama

Diretor: Marion Laine

Elenco: Juliette Binoche, Édgar Ramírez, Hippolyte Girardot, Amandine Dewasmes, Aurélia Petit, Bernard Verley, Elsa Tauveron, Romain Rondeau, Florence Huige, Jacques Mateu, Arrigo Lessana, Céline Jorrion, Bruno Blairet, Benhaïssa Ahouari, Gaël Lepingle

Produção: Catherine Bozorgan , Christine Gozlan

Roteiro: Marion Laine

Fotografia: Antoine Héberlé

Duração: 87 min.

Ano: 2012

 País: França, Argentina

Cor: Colorido

 Distribuidora: Imovision

Estúdio: Thelma Films / MK2 Productions / France Télévision / Canal+ / Ciné+ / La Banque Postale Images 5 / Soficinéma 8 / Région Provence-Alpes-Côte d’Azur / Centre National de la Cinématographie (CNC) / Procirep / Manchester Films

Previsão de Estréia: 15/Fev/2013

 

Anna Karenina

257799

   Sinopse

   Na Rússia de 1874, Anna Karenina (Keira Knightley), jovem aristocrata casada com Karenin (Jude Law), um alto funcionário do governo, envolve-se com o Conde Vronsky (Aaron Taylor-Johnson), oficial da cavalaria filho da Condessa Vronsky (Olivia Williams), chocando a alta sociedade de São Petersburgo.

   Ficha técnica

 Gênero: Drama

Diretor: Joe Wright

   Elenco: Keira Knightley, Jude Law, Aaron Taylor-Johnson, Kelly Macdonald, Matthew Macfadyen, Olivia Williams, Michelle Dockery, Emily Watson, Holliday Grainger, Ruth Wilson, Shirley Henderson, Alicia Vikander, Domhnall Gleeson, Bill Skarsgård, Alexandra Roach, Eros Vlahos, Raphaël Personnaz, Edward Lewis French, Greg Bennett, Luke Newberry, Tannishtha Chatterjee, Kenneth Collard, Hera Hilmar, Emerald Fennell, James Northcote, Guro Nagelhus Schia, Buffy Davis, Max Bennett, Victoria Ley, Oskar McNamara, James Fiddy, Conor McCarry, Kostas Katsikis, Martin Poole, Kyle Soller, Sarine Sofair, Stephanie Elstob, Claire Greenway, Allegra Giagu, Telman Guzhevsky, Paul Ham, Nicholas Blatt, Gergo Brummel, John Bradley, Jensen Freeman, Denis Khoroshko, Susanne Lothar, Jude Monk McGowan

   Produção: Tim Bevan, Paul Webster

Roteiro: Tom Stoppard

Fotografia: Seamus McGarvey

Trilha Sonora: Dario Marianelli

 Ano: 2012

País: Reino Unido, França

Cor: Colorido

Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

Estúdio: StudioCanal / Working Title Films

 Previsão de Estréia: 15/Fev/2013

 

Populaire

263881

   Sinopse

Em uma cidade do interior da França, os talentos em datilografia de uma jovem a levam a competir em um campeonato internacional.

   Ficha técnica

Gênero: Comédia Romântica

Diretor: Régis Roinsard

   Elenco: Romain Duris, Déborah François, Bérénice Bejo, Shaun Benson, Mélanie Bernier, Miou-Miou, NIcolas Bedos, Eddy Mitchell, Frédéric Pierrot, Marius Colucci, Emeline Bayart, Yannik Landrein, Nastassja Girard, Caroline Tillette, Jeanne Cohendy, Féodor Atkine, Lena Friedrich, Dominique Reymond, Serpentine Teyssier, Benjamin Bernard, Yvonne Gradelet, Joan Mompart, Nathan Rippy

   Produção: Alain Attal

Roteiro: Régis Roinsard, Daniel Presley, Romain Compingt

Fotografia: Guillaume Schiffman

Trilha Sonora: Rob

Duração: 111 min.

Ano: 2012

País: França

Cor: Colorido

 Distribuidora: Paris Filmes

Estúdio: Les Productions du Trésor / La Compagnie Cinématographique Européenne / Panache Productions

Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

 

O Reino Gelado

274942

   Sinopse

   Ao desejar criar um novo mundo no qual o vento polar esfrie as almas humanas, a Rainha da Neve cobre o planeta com gelo e ordena a destruição de todas as artes. De acordo com as previsões de um espelho mágico, a última ameaça aos seus planos está no mestre vidreiro Vegard, cujos espelhos refletem não apenas a aparência, mas também as almas das pessoas. Então, o vento polar sequestra Vegard e sua esposa Una, deixando seus filhos Kai e Gerda para trás. O tempo passa e os servos da Rainha acabam capturando também Kai, acreditando que o garoto seja o sucessor de seu pai. Mas sua irmã Gerda, agora uma garota muito corajosa, não vai deixar isso barato e encara todos os obstáculos ao lado de seus novos amigos para salvar o irmão e voltar a aquecer os corações das pessoas.

   Ficha técnica

Gênero: Animação

Diretor: Maxim Sveshnikov, Vlad Barbe

Elenco:

Produção: Sergey Rapoport, Alexander Ligay, Yuriy Moskvin

 Roteiro: Vadim Sveshnikov, Vlad Barbe

Fotografia: Alexey Tsitsilin

Trilha Sonora: Mark Willott

Ano: 2012

País: Rússia

Cor: Colorido

Distribuidora: PlayArte

 Estúdio: Wizart Animation / Inlay Film Company

 Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

 

Angie

267819

   Sinopse

Angie (Camilla Belle) é uma jovem artista brasileira que abandona sua vida e parte em uma jornada pelo país.

   Ficha técnica

Gênero: Drama

Diretor: Márcio Garcia

   Elenco: Camilla Belle, Juliette Lewis, Andy Garcia, Christiane Torloni, Carol Castro, Colin Egglesfield, John Savage, Ingrid Rogers, Michael King, Craig Gellis, Michael Cardelle, Emily Nelson, Jennifer Cambra, Christine Griffith, Van White, Alex Sander, Anya Andrews

   Produção: Márcio Garcia, Júlia Câmara, Joe Lorenzo, Uri Singer, Tal Vigderson

Roteiro: Júlia Câmara

Fotografia: Jonathan Hall

Ano: 2012

País: EUA/ Brasil

 Cor: Colorido

Distribuidora: H2O Filmes

 Estúdio: BB Film Productions / Society Entertainment / Marcio Garcia Producoes

Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

 

Indomável Sonhadora

Poster Indomavel Sonhadora.indd

   Sinopse

   Hushpuppy (Quvenzhané Wallis) é uma menina de seis anos que vive com seu pai Wink (Dwight Henry) às margens de um rio, em uma comunidade pobre. Um dia, ele descobre que está muito doente e decide que não quer ajuda médica. Wink passa a ensinar à menina a sobreviver quando ele não estiver mais presente.

   Ficha técnica

 Gênero: Drama

Diretor: Benh Zeitlin

   Elenco: Quvenzhané Wallis, Dwight Henry, Levy Easterly, Lowell Landes, Pamela Harper, Gina Montana, Amber Henry, Jonshel Alexander, Nicholas Clark, Joseph Brown, Henry D. Coleman, Kaliana Brower, Philip Lawrence, Hannah Holby, Jimmy Lee Moore, Jovan Hathaway, Kendra Harris, Roxanna Francis, Jay Oliver

   Produção: Michael Gottwald, Dan Janvey, Josh Penn

Roteiro: Lucy Alibar, Benh Zeitlin

Fotografia: Ben Richardson

Trilha Sonora: Dan Romer, Benh Zeitlin

Duração: 93 min.

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Imagem Filmes

Estúdio: Journeyman Pictures / Cinereach / Court 13 Pictures

Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

 

Cirque du Solei – Outros Mundos

254056

   Sinopse

   Jovem casal que está separado tem de viajar através de mundos surpreendentes e repletos de sonhos do Cirque du Soleil para se encontrar, enquanto as plateias experimentam a imersiva tecnologia 3D que lhes permitirá saltar, sobrevoar, nadar e dançar com os artistas.

   Ficha técnica

Gênero: Fantasia

Diretor: Andrew Adamson

Elenco: Erica Linz, Igor Zaripov, Matt Gillanders, Jason Berrent, Dallas Barnett, Sophia Elisabeth, Lutz Halbhubner, Caroline Lauzon

Produção: Andrew Adamson, Martin Bolduc, James Cameron

Roteiro: Andrew Adamson

Fotografia: Brett Turnbull

Trilha Sonora: Stephen Barton

Ano: 2012

País: EUA

Cor: Colorido

Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

Estúdio: Reel FX Creative Studios / Strange Weather Films / Cirque du Soleil Burlesco

 Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

 

Duro de Matar: Um Bom Dia Pra Morrer

275066

   Sinopse

   John MCLane (Bruce Willis) vai para a Rússia resgatar o filho Jack (Jai Courteney) da prisão. Com um relacionamento complicado, John e Jack terão de trabalhar juntos para se manter vivos e evitar que uma parte sombria de Moscou consiga controlar armas nucleares.

   Ficha técnica

Gênero: Ação

Diretor: John Moore

   Elenco: Bruce Willis, Patrick Stewart, Jai Courtney, Cole Hauser, Amaury Nolasco, Megalyn Echikunwoke, Sebastian Koch, Anne Vyalitsyna, Attila Árpa, Yuliya Snigir, Zolee Gansxta, Norbert Növényi, Jai Courteney

   Produção: Alex Young

 Roteiro: Roderick Thorp, Skip Woods

Fotografia: Jonathan Sela

Trilha Sonora: Marco Beltrami

Ano: 2013

País: EUA

 Cor: Colorido

Distribuidora: Fox Film

 Estúdio: Dune Entertainment / Media Magik Entertainment / Twentieth Century Fox Film Corporation / Origo Film Group

Previsão de Estréia: 22/Fev/2013

Resenha “Casório?” – Marian Keyes

   Quem aí já recorreu a uma cartomante para ver seu futuro? Confesse, você já quis saber mais sobre aquela proposta de emprego nova, ou aquele gato do escritório. O negócio é que nós mulheres não resistimos a esse tipo de coisa. É uma magia que nos atrai contra nossa vontade, e quando menos esperamos, já estamos sentadas na frente da senhorinha com a bola de cristal/baralho/borra de chá. Com a nossa amiga Lucy Sullivan não poderia ser diferente. Apresento-vos o meu livro favorito da Marian Keyes:
   Título Original: Lucy Sullivan Is Getting Married
   Autor: Marian Keyes
   Gênero: Chick Lit
   Páginas: 644
   Editora: Bertrand Brasil
   Após a tradicional ida à cartomante com suas colegas de trabalho, Lucy descobre que está para se casar. E dentro de uns poucos meses! Tá, camarada. Isso você lê na orelha do livro. Mas como tenho que começar por algum começo…
   Esse foi o terceiro livro da Marian que eu li, já amando o gênero Chick Lit e em especial, o jeitinho que a autora tem de contar as coisas. De cara me identifiquei com a Lucy (sim, eu leio me imaginando como um dos personagens, algo contra?). Baixinha, cabelo castanho, encaracolado, olhos castanhos, peito pequeno, um quadrilzão e pernas grossas… sou eu! Sim, e você, e aquela vizinha, e amiga dela… Nossa mocinha encanta por ser um tipinho comum e muitas vezes tomado como sem graça. E é bem como ela se sente, dividindo o apartamento com as duas amigas, Karen e Charolotte. As duas são loiraças, altas e peitudas. A vida da Lucy é essa chatice até que a cartomante consultada por ela e as amigas faz a previsão de que a mulher vai se casar em breve. Aí vira aquela bagunça, todos começam a acreditar que a notícia é real, Lucy é parabenizada por multidões, até que resolve esclarecer que era tudo bobagem. Mas ela não deixa de pensar nisso, sempre procurando encaixar os homens que ela conhece no papel do futuro marido.
   O enredo é bem no estilo da Marian mesmo, que consegue escrever de maneira especial, delicada e divertida sobre os problemas da nossa heroína. Lucy sofre de depressão clínica, seu pai é alcólatra, ela não se dá bem com a mãe, se acha uma garota super sem sal… Mas as aventuras da moça são impagáveis, e seus amigos destacam-se bem. Atenção especial ao Daniel, o melhor amigo dela e deus grego, objeto de desejo de todas as suas amigas à exceção da australiana Megan, que parece ser imune ao charme do gato, coisa que nem a mãe da Lucy consegue, e da própria Lucy, que vive zoando o cara. É… todas flertam com Daniel, inclusive eu, que me peguei em várias ocasiões fazendo isso.
   Após o divórcio dos pais seguido por sua mãe saindo de casa e Lucy tendo que cuidar do pai, ela aprende muito sobre si mesma, seus traumas, suas decepções e fracassos. E descobre estar apaixonada por quem jamais imaginaria… mas quem? Será este o tão esperado noivo? Você terá que ler para descobrir. Não deixem de ler, recomendo muito. E se eu recomendo é porque é bom, hehe. Vale a pena!

Resenha “Fome Animal” (Dead Alive) – Peter Jackson

   Aposto que como eu, todos devem ter notado que o cinema não tem nos oferecido boas opções de filmes. Éé, a coisa tá ruim, há rumores de que vem filme do Restar por aí… A solução é encontrarmos outras alternativas de lazer e tudo é válido, até fazer bola com meleca de nariz. Ah, vai dizer? Melhor que gastar aí uma boa quantia de dinheiro em programa inútil. Porém, como minha criatividade me permite ir um pouco além, ver um bom filme em casa tem se saído muito mais divertido. E as minhas séries de tv preferidas também. @SuperGuri e eu tamos revendo Full House desde a primeira temporada e é gargalhada certa nos nossos finais de semana. Fora isso, passar jogando é a solução que todo nerd encontra para momentos de diversão e gamemaníaco como ele, não poderia ser diferente. Eu vou acompanhando e tentando entender, não é pelo fato de ser leiga no mundo dos games que terei desinteresse.
Outro dia enchi tanto o saco dele para baixar um filme que ele não aguentou as doses de pentelhação e acabou baixando as calças, uhuu!!. Produção assinada por ninguém menos do que Peter Jackson, o longa de “terror” marcou minha infância por uma das cenas mais engraçadas que já vi na vida.

   Título Original: Braindead/Dead Alive
   Lançamento: 1992
   Direção: Peter Jackson
   Duração: 104 min.
   Gênero: Terror/Trash/Gore
   Elenco: Timothy Balme, Diana Peñalver, Elizabeth Moody, Ian Watkin

   O filme já começou engraçado porque era dublado mas tinha partes em áudio original, por exemplo o começo. Resultado: passamos um bom tempo procurando vídeos de como sincronizar a legenda com o filme. Mas voltando ao enredo. Uma simpática senhora, ao espionar o encontro do filho, vivido por Murilo Rosa, com a sua namorada Paquita ilarilariêôôô, é mordida por um macaco-rato da Sumatra. Legal que a velhinha não deixa por menos e esmaga a cabeça do bicho com o salto do sapato, haha. Depois desse evento ela adoece muito e morre em seguida, voltando como zumbi. O filho, muito amoroso e apegado à mãe, resolve cuidar dela escondido de todos. Mas mesmo depois de morta a velha é esperta, sempre dá um jeitinho de atacar alguém e assim vai se espalhando a contaminação, até chegar na situação hilária do Murilinho cuidando de uma casa cheia de zumbis. O padre (as fuças do William Bonner…) e a enfermeira zombie se apaixonam e fazem um bebê que é uma verdadeira praga… o que era para nos assustar mais faz é rir.     O cara resolve contar para a namorada o que se passa e eles resolvem matar os zumbis com veneno (?). Só que não era veneno e as criaturas voltam com tudo, atenção para a mamãe do cara, que ressurge como uma super zumbi 3000 acabando geral com a galera. Muita ação, sangue, amor e uma grande revelação do passado.

   A maioria dos comentários que li sobre o filme foram de surpresa pelo diretor ser o mesmo de uma super produção, ganhadora de tantos Oscar (filmes ruins pra caramba, minha opinião, mas O Hobbit tá salvando). Tem gente que fica até constrangida ao saber. Outros justificam que era início de carreira, todos têm um passado negro. Mas vou dizer uma coisa: se o Jackson tivesse se especializado em filmes gore, seria fã de carteirinha dele. Excelente produção, e ainda conta com atores brasileiros e até mesmo jornalistas no elenco, huhu…
%d blogueiros gostam disto: